Cidades Alagoas

Menino internado após agressões do padrasto em AL ganha festa de aniversário no hospital

Por Redação

07/05/2021 às 18:39:25 - Atualizado há
Segundo a mãe da criança, foi a primeira vez que ele teve uma comemoração de aniversário; festa foi preparada pela equipe do hospital. Agressor foi denunciado pelo Ministério Público. Criança agredida pelo padrasto ganha primeira festa de aniversário da vida no hospital em Arapiraca

Aline Silva/ HE do Agreste

O menino que foi agredido pelo padrasto com pedaços de madeira e ferro de marcar animais, em Pão de Açúcar, completou 6 anos nesta sexta-feira (7) e ganhou uma festa de aniversário no hospital em que está internado, em Arapiraca.

A criança ainda não tem previsão de alta. A comemoração, preparada pela equipe de enfermagem e de nutrição do Hospital de Emergência do Agreste, foi a primeira festa que ela teve na vida.

"Estou muito feliz. Ele nunca teve festa de aniversário. Essa é a primeira vez", disse a mãe do menino, que não vai ter o nome revelado na reportagem para não expor a criança.

A equipe médica do hospital disse que o menino é uma criança comunicativa e responde bem ao tratamento.

"Hoje é um dia super feliz. Estamos comemorando aniversário dele, uma criança que chegou para nós de uma forma surreal e está viva hoje pelo resultado de um trabalho de equipe multidisciplinar, de um olhar de humanização e acolhimento. É um verdadeiro milagre de Deus", disse a enfermeira Elena Brandão.

Agressão aconteceu em casa

Polícia ouve depoimentos do caso do menino de 5 anos que foi agredido e queimado

O menino deu entrada no hospital há 15 dias com vários hematomas pelo corpo, no rosto e uma profunda queimadura nas nádegas. Exames mostraram ainda uma fratura na clavícula. Ele passou alguns dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para melhorar a sua recuperação e depois foi transferido para a Ala Laranja do hospital.

A criança mora com a mãe e a irmã mais nova de 9 anos. Ele foi agredido em casa pelo padrasto, que confessou ter cometido o crime por ciúmes da companheira, mãe dele. O homem foi preso em flagrante e a Justiça converteu a prisão em preventiva no dia seguinte ao crime.

O Ministério Público do Estado de Alagoas (MP-AL) denunciou o padrasto pelos crimes de tortura, cárcere privado, lesão corporal grave, violência doméstica e ameaça.

A irmã de nove anos está sob os cuidados da avó na cidade de Atalaia.

Menino completou 6 anos no hospital onde segue internado, sem previsão de alta.

Fonte: G1
Comunicar erro
Alagoas Em Dia

© 2021 Alagoas Em Dia
Notícias o tempo todo

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Alagoas Em Dia