Política São Paulo

Bruno Covas se licencia da prefeitura por 30 dias para tratar câncer

Por Redação

02/05/2021 às 19:12:30 - Atualizado h√°

O prefeito de S√£o Paulo, Bruno Covas, anunciou hoje (2) que vai se licenciar da prefeitura pelo per√≠odo de 30 dias para poder se dedicar exclusivamente ao tratamento médico contra o c√Ęncer. O pedido de licenciamento ser√° encaminhado à C√Ęmara Municipal amanh√£ (3). Nesse per√≠odo, o cargo ser√° exercido por seu vice, Ricardo Nunes.

Segundo comunicado da prefeitura no final da tarde de hoje, com o surgimento de novos focos da doença, Covas vai precisar "de dedicação integral ao tratamento e entende que não será compatível com as suas responsabilidades e compromisso com a cidade e os paulistanos".

Nas redes sociais, o prefeito postou o comunicado da prefeitura sobre o seu licenciamento e agradeceu às pessoas. "O apoio e carinho que recebo é essencial para superar os desafios que venho enfrentando. Com for√ßa, foco e fé, venceremos", escreveu ele.

Histórico

Em outubro de 2019, Covas foi diagnosticado com adenocarcinoma, um tipo de c√Ęncer na regi√£o de transi√ß√£o do esôfago para o estômago, além de uma met√°stase no f√≠gado e uma les√£o nos linfonodos. Após o diagnóstico, ele iniciou um tratamento de quatro meses de quimioterapia. Em fevereiro do ano passado, exames demonstraram regress√£o da les√£o esôfago-g√°strica e da les√£o hep√°tica, mas uma biópsia detectou que o c√Ęncer nos linfonodos ainda persistia e os médicos decidiram ent√£o iniciar uma nova fase de tratamento, baseado em imunoterapia, uma estratégia que permite ao próprio sistema imune do paciente combater a doen√ßa.

Exames feitos pelo prefeito em abril de 2020 demonstraram controle da les√£o em linfonodos. J√° neste ano, em fevereiro, Covas passou por um novo tratamento quimioter√°pico após os médicos descobrirem um novo nódulo no f√≠gado. E em meados de abril, exames de controle demonstraram novos pontos da doen√ßa no f√≠gado e nos ossos. Com isso, os médicos decidiram dar continuidade ao tratamento com quimioterapia, além de imunoterapia. No dia 27 de abril, ele recebeu alta do hospital, mas seu tratamento contra a doen√ßa dever√° ser continuado com aplica√ß√Ķes de 48 horas a cada duas semanas.

Fonte: AgenciaBrasil
Comunicar erro
Alagoas Em Dia

© 2021 Alagoas Em Dia

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Alagoas Em Dia