Polícia São Paulo

Jovem encontrada carbonizada tinha lesões na cabeça; namorado casado confessou crime

Casal foi preso suspeito de ter matado a vítima, de 20 anos. Vitória Luiza da Silva se relacionava com o rapaz sem saber que ele era casado, em Praia Grande, no litoral paulista.

Por Redação

07/04/2021 às 08:58:17 - Atualizado h√°
Jovem foi encontrada morta e com o corpo parcialmente carbonizado em Praia Grande, SP ¬- Foto: Reprodução/Facebook

A jovem de 20 anos encontrada carbonizada em Praia Grande, no litoral paulista, apresentava les√Ķes na cabe√ßa, segundo informado pela Polícia Civil ao G1 nesta quarta-feira (7). Um casal foi preso suspeito de ter assassinado a vítima. A polícia apurou que o rapaz casado mantinha um relacionamento com Vitória Luiza da Silva, sem que ela soubesse do estado civil dele. Ela descobriu que ele era comprometido cerca de um m√™s antes do crime.

De acordo com atualiza√ß√Ķes da polícia ao G1, o jovem investigado, de 25 anos, com quem Vitória se relacionava, confessou t√™-la matado, mas negou que a companheira, de 23, tenha participa√ß√£o no crime. A esposa dele também afirmou n√£o ter envolvimento na morte da vítima. Porém, os policiais ainda apuram a veracidade da vers√£o dos dois, que seguem presos.

Equipes da 3¬™ Delegacia de Investiga√ß√Ķes sobre Homicídios (Deic) de Santos, que investigam o caso, apuraram que um carro prata estava rondando a √°rea onde ocorreu o homicídio, no dia 1¬ļ de abril. A polícia identificou o motorista e a esposa. Para as autoridades, ele afirmou, inicialmente, que os dois procuravam drogas para comprar, e que, mais tarde, voltou sozinho para o local, pelo mesmo motivo.

Vítima tinha 20 anos e descobriu um m√™s antes de ser morta que namorado era casado — Foto: Reprodu√ß√£o/Instagram

Vítima tinha 20 anos e descobriu um m√™s antes de ser morta que namorado era casado — Foto: Reprodu√ß√£o/Instagram

Porém, as investiga√ß√Ķes apontaram que havia um envolvimento amoroso entre o rapaz e a jovem encontrada morta. Testemunhas relataram que a vítima tinha descoberto recentemente que seu namorado era, na verdade, casado.

Além disso, a polícia identificou que, no dia 31 de mar√ßo, um dia antes da morte de Vitória, ele teria insistido para conversar com a vítima, e deu a entender que n√£o estava mais casado. Com as informa√ß√Ķes, foi solicitada e deferida pela Justi√ßa a pris√£o tempor√°ria do casal. Eles foram presos em casa, no bairro Nova Mirim.

Durante interrogatório, conforme novas informa√ß√Ķes da Polícia Civil, o suspeito confessou o homicídio, afirmando que ateou fogo à jovem com gasolina, e que ela resistiu enquanto ele a levava para mat√°-la, sofrendo uma queda.

As autoridades ainda aguardam laudo para determinar a causa da morte, j√° que a jovem, além de ter parte do corpo carbonizado, também tinha les√Ķes na cabe√ßa. As investiga√ß√Ķes continuam para elucidar a participa√ß√£o do casal no crime, e os policiais analisar√£o as mensagens do celular da vítima.

Comoção

Vitória era filha única, e sua morte causou como√ß√£o nas redes sociais. Familiares e amigos pediram por justi√ßa por meio de coment√°rios e postagens em sua homenagem. Diversas pessoas prestaram condol√™ncias à m√£e da vítima. A jovem morava em S√£o Vicente, cidade vizinha a Praia Grande, onde foi morta.


Um chinelo roxo foi encontrado próximo ao corpo — Foto: Reprodu√ß√£o/Praia Grande Mil Grau

Um chinelo roxo foi encontrado próximo ao corpo — Foto: Reprodu√ß√£o/Praia Grande Mil Grau

Fonte: G1
Comunicar erro
Alagoas Em Dia

© 2021 Alagoas Em Dia

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Alagoas Em Dia