Anthony Galindo, ex-integrante do Menudo, morre aos 41 anos

Anthony Galindo, ex-integrante do Menudo, morre aos 41 anos

O cantor Anthony Galindo, ex-integrante do grupo Menudo, morreu na tarde deste sábado, 3, após ficar internado por complicações de uma tentativa de suicídio ocorrida no último domingo. O comunicado da morte foi feito pela família do artista em seu perfil oficial no Instagram. "Com uma dor muito profunda, queremos comunicá-los que hoje, sábado, 3 de outubro, às 3h43 da tarde, faleceu nosso querido Anthony Galindo, depois de 6 dias onde os médicos fizeram o que era humanamente possível para salvar sua vida."

Os familiares agradeceram as orações e o apoio dado pelos fãs e amigos e disseram que vão doar os órgãos de Galindo. "Como foi da sua vontade, nós assinamos o documento para doar seus órgãos, de maneira que, no momento em que deixa de existir, possa ajudar outras pessoas a salvarem suas vidas", diz o comunicado. Os parentes ainda disseram que vão dar detalhes nos próximos dias sobre a funerária na qual vão se despedir do artista.

Quando Papi Joe, como o cantor era conhecido, foi internado, sua família também fez um comunicado para explicar o que havia acontecido. Segundo eles, Galindo estava sofrendo de uma depressão profunda por causa do afastamento dos palcos, que se agravou devido à pandemia do novo coronavírus. "Todos conhecem sua grande paixão pela música. Os sintomas [da depressão] se intensificaram por causa da pandemia e resultaram nesta drástica e triste decisão", disse a família.

Papi Joe ficou conhecido por ser parte do grupo musical Menudo, que fez muito sucesso na América Latina e que também revelou o cantor Ricky Martin. A banda foi criada em 1977 pelo produtor Edgardo Díaz, lançou 34 álbuns de estúdio e encerrou suas atividades em 2009. A música mais conhecida do grupo no Brasil é "Não se reprima".