Moro e advogada de Marielle discutem judiciário em série documental sobre Covid-19

Moro e advogada de Marielle discutem judiciário em série documental sobre Covid-19

O ex-Ministro da Justiça Sérgio Moro e a advogada da família de Marielle Franco Samara Castro discutem os reflexos da pandemia de coronavírus no judiciário em novo episódio da série documental A Tirania da Minúscula Coroa, lançado na última segunda-feira, 20. Assinada pelo jornalista Gustavo Girotto, a produção já lançou oito episódios, que, sob a ótica de especialistas, tratam o impacto da pandemia de coronavírus em diferentes áreas, como saúde, cultura e esportes.

No episódio, Moro comenta os desdobramentos do isolamento social nos presídios brasileiros, e quais as consequências a longo prazo das medidas adotadas para conter a infecção pelo vírus no sistema carcerário. "Acredito que mecanismos como as visitas virtuais aos presos ficaram inseridos na nossa prática independente do fim da pandemia, facilitando o lado humano do cumprimento da pena", comenta o ex-Ministro. Já Samara Castro discute outra possível herança da quarentena para o judiciário: a democratização do acesso de processos eletrônicos aos advogados. Participam também do episódio o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, Felipe Santa Cruz, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil e a desembargadora Kenarick Boujikian, que sentenciou o médico Roger Abdelmassih a 268 de prisão.

Concebida e desenvolvida durante a quarentena, a série discute as consequências da pandemia de Covid-19 em diferentes áreas, por meio da fala de especialistas. Embora gravados individualmente, os depoimentos são editados para que conversem uns com os outros de acordo com o tópico abordado — formato bastante explorado pelas plataformas de streaming.

Todos os episódios da série publicados até o momento estão disponíveis no canal da produtora Via d"Idea no YouTube, com duração entre 40 minutos e uma hora.