Churrasqueira é arremessada contra viatura após PM encerrar festa com 40 pessoas

Churrasqueira é arremessada contra viatura após PM encerrar festa com 40 pessoas

Vizinhos da rua Professor Rubens Elke Braga acionaram a pol√≠cia ao ouvir m√ļsicas altas, por volta das 22 horas, e notar que havia uma festa acontecendo dentro de uma das casas. Assim que os policiais chegaram ao local indicado por meio do 190, identificaram que o som estava em volume incompat√≠vel com o hor√°rio e a aglomera√ß√£o de cerca de 40 pessoas.

De acordo com as informa√ß√Ķes que a Banda B teve acesso, assim que o dono da casa foi identificado, os jovens frequentadores da festa passaram a hostilizar a equipe policial, que come√ßaram por meio de xingamento e amea√ßas. As agress√Ķes verbais passaram rapidamente às f√≠sicas e, segundo Boletim de Ocorr√™ncia (BO), os frequentadores jogaram pedras e outros objetos em dire√ß√£o aos policiais.Viatura da PM atingida por churrasqueira. Foto: Banda B

Houve registro de tentativa de agress√£o e luta corporal. Durante a confus√£o, uma churrasqueira foi arremessada contra uma viatura da PM. O teto do carro oficial ficou parcialmente danificado.

Policiais pediram refor√ßo para conter os baderneiros revoltados com o fim da festa e outras tr√™s viaturas foram ao local. Nesse momento, quase duas horas após o in√≠cio da abordagem, quatro pessoas foram identificadas e levadas para a Central de Flagrantes – o respons√°vel por promover a festa e os agressores.

Evitar

Desde o decreto da Organiza√ß√£o Mundial da Sa√ļde (OMS) sobre a pandemia do novo coronav√≠rus, a orienta√ß√£o é que a popula√ß√£o de Curitiba evite aglomera√ß√Ķes e o contato próximo com outras pessoas. A recomenda√ß√£o ocorre porque a transmiss√£o pelo v√≠rus costuma acontecer pelo ar ou por contato pessoal com secre√ß√Ķes contaminadas. Segundo especialistas, a covid-19 tem alto poder de transmiss√£o, diferente de gripe e outras doen√ßas respiratórias.

Ainda, de acordo com a Secretaria de Sa√ļde de Curitiba, é preciso ficar alerta com a alta no n√ļmero de casos, principalmente com a atual ocupa√ß√£o dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que atingiu 69%.